Alugar quarto em Berlim, uma missão quase impossível

Alugar quarto em Berlim

Em setembro comemoro mesversário de três meses em Berlim! Seria lindo se não fosse trágico: chegou ao fim meu contrato nesse apartamento. Em outras palavras: em outubro ficarei sem casa para morar! E o meu desânimo está no fato de que alugar quarto em Berlim é uma saga por si só.

Enquanto preparo as malas (uma de 32kg, uma de 15kg, um mochilão, a mochila do notebook e uma bolsa para a câmera – enumerar o peso faz parte do #drama), escrevo esse texto que mistura um pouco de desilusão e ansiedade. Porque é muito ruim não saber onde você vai morar mês que vem.

Pode ser que eu encontre um quarto espaçoso, iluminado, com boa localização e flatmates gente boa, como foi esse quarto de agora. Pode ser que eu volte para um hostel enquanto a busca continua – o que eu, confesso, já estou acostumada mas me faz muito infeliz. Pode ser que eu vá para a Polônia. Pode ser que <insira aqui qualquer coisa>.

Charlottenburg, em Berlim
Vista da janela do meu quarto em Charlottenburg

Alugar quarto em Berlim: por que não Airbnb?

Aqui em Berlim não existe Airbnb. A prefeitura da cidade proibiu e a razão é simples: a demanda por apartamentos é altíssima e a possibilidade de ter Airbnb significaria que os donos de apartamentos poderiam ganhar mais alugando quartos para turistas enquanto os habitantes da cidade se digladiariam para encontrar um quartinho decente. Os preços iriam às alturas. E também tem a história dos impostos. Então a prefeitura achou melhor não. Então, não existe Airbnb e… Eu acho isso ótimo. Nunca pensei que diria algo do tipo, mas é verdade.

Alugar quarto em Berlim ficou mais fácil porque não tem Airbnb.

Em Berlim, para anunciar o imóvel no Airbnb, o proprietário deve fazer um cadastro na prefeitura e aguardar uma autorização. Mais: os donos só podem disponibilizar até 50% da área do apê.

Mas, de qualquer forma, grande parte dos quartos são alugados para curta temporada: de um mês a seis meses. E isso também significa que pessoas como eu ficam mudando e mudando sempre. Há uma certa rotatividade entre os habitantes não-alemães – o que permite que você viva em bairros distintos e em diferentes Berlins. Há a Berlim dos baladeiros, vegetarianos, coxinhas, do pessoal de tecnologia, a Berlim artística… Há muitas Berlins!

E como cada bairro possui um meio ambiente próprio, dificilmente as pessoas saem da região onde moram. Como nada é perfeito, em quartos de curta temporada dificilmente os landlords oferecem a possibilidade de registro no município. E sem registro no município você é só um turista.

Como alugar quarto em Berlim
Em Berlim aprendi que essas araras a la Pinterest fazem sucesso porque são baratas na Ikea. Quem é que compra móveis de verdade quando está de mudança o tempo todo?

Como alugar quarto em Berlim: sites e grupos no Facebook

Há alguns sites que facilitam a tarefa de encontrar um quarto em Berlim. O mais famoso deles é o Wg-Gesucht. Lá, você vai encontrar quartos, lofts e apartamentos inteiros para alugar. Mas, como eu disse, a disputa é acirrada. Então, não se apegue a nenhum quarto com anúncio interessante.

Escreva um mini perfil com suas qualidades, o que você está fazendo em Berlim, quanto tempo pretende ficar, se é baladeiro ou não, vegetariano ou não, fuma ou não (as pessoas levam a sério isso por aqui) e envie para o maior número de anúncios possível. Quase nunca eles respondem, mas pode ser que você dê sorte.

Dicas para morar na Alemanha - Alugar quarto em Berlim
Dicas para morar na Alemanha: como alugar quarto em Berlim

Na minha opinião, a melhor maneira para encontrar um quarto para alugar é por meio dos grupos de Facebook. Estou em três muito bons: WG-Zimmer & Wohnungen Berlin, Zimmer in Berlin, Zwischenmiete e Short-term accommodation Berlin: WG, Zwischenmiete, flat-share, Zimmerbörse. Foi lá que encontrei esse apê que estou deixando, aliás.

Nesses grupos, a disputa é clara: é comum você ver 50 pessoas enviando mensagens interessadas em cada anúncio. Os primeiros a enviarem a mensagem inbox para o autor do anúncio tem prioridade. Quem visita e diz que fica com o quarto primeiro ganha.

Seleção natural pura.

Você também poderá gostar de...

33 comments

  1. Nossa, deve ser bem difícil ficar se mudando e se preocupando tanto com isso, né? Eu acho que eu iria ficar bem confusa e cheia de dor de cabeça com essa preocupação. Boa sorte, torço para que você ache um cantinho super bacana por aí! ❤
    Seu blog é um amor.

    http://www.kailagarcia.com

  2. Caramba, quanta burocracia (que talvez nem seja a melhor palavra para utilizar, já que nem o início do caso fica em aberto). Mas o que me fez ficar alegre na postagem foi a sua escrita e o tanto de informações bacanas, recheadas e bem emitidas que você nos deu. Faz tempo que não recebo cargas tão bem elaboradas e completas sobre algo. Estou encantada pelo seu espaço!

    http://www.semquases.com

  3. Nossa imagino como deve ser cansativo, mas é algo que vale a pena se pensar por outro lado né? Espero muito que vc arrume um lugar logo e que ele seja tão bom quanto este que está deixando.
    Adoro ler essas experiências.

    Beijos

  4. Olá Mariana,
    Que louco isso! Não entendo como Berlim não tem Airbnb, afinal trata-se de uma cidade muito turística. Imagino que chato isso de mudar tora hora de casa. Mas como você mesma disse é uma boa oportunidade de conhecer várias Berlins.
    Eu amei Berlim e pretendo voltar. Bacio di Roma

  5. Que pena ser obrigada a sair de um sítio em que se sente bem só por causa de regras loucas. :(
    Já conhecia o bloqueio ao AIBNB em Berlim. Mas de certa forma compreendo. Estamos a sentir o mesmo em Lisboa, com o pessoal que aluga casa a correr com os inquilinos de longa-duração para alugar a turistas. Se queres viver em Lisboa e alugar uma boa casa, não está fácil hoje em dia.

  6. Não sabia dessa dificuldade, meu namorado é programador de jogos, mas aqui no Brasil o mercado é muito ruim, e queremos nos arriscar e ir para Europa ou Canadá ano que vem. Então é uma informação bem útil.

    Imagino que você deve estar com um frio na barriga, procurar um lugar novo não é algo fácil, mas é uma oportunidade de conhecer novos lugares! Nem que seja novos bairros.

    Juro, amo ler seus posts, sobre as suas experiências *–*

    Beijos, Love is Colorful

  7. Caramba Mariana, que saga! Eu já teria desistido de morar na cidade. Agora quanto ao Airbnb: Fui á Berlim e julho de 2014 e fiquei em um quarto que aluguei por esse site. Essa determinação deve ser mais recente né?

    bjs
    Dani Bispo

  8. Não sabia que o Airbnb era proibido em Berlim. Na Tailândia apesar de ser liberado, você encontra várias ofertas em grupo de Facebook também. Obrigado! Vou ficar com essa informação guardada caso vá!

  9. Nossa, Mariana! Fiquei imaginando eu nessa situação carregando 3 pinduricalhas a tiracolo!! Chegamos na Espanha há 5 meses e sei bem como é isso! Pra começar alugamos o que deu e óbvio que não é o ideal para nós, por isso passo os dias procurando apê e é bem isso, saiu o anúncio, um monte de gente querendo e quem chegar primeiro leva! Boa sorte pra ti!!!

  10. I feel you, dá um abraço <3
    Eu nunca procurei casa pra morar em SP porque sempre morei com meus pais, mas aqui em Dublin também é essa saga toda, é muita gente procurando, pra pouco lugar, ou lugares muito caros e não muito bons. É complicado… lendo sua experiência em Berlin, me faz pensar se em todo lugar do mundo, pelo menos nas grandes cidade e capitais seja essa saga toda pra arrumar um cantinho.

    Faz um mês que me mudei pro cafofo novo, mas olha, também não foi fácil achar. Mas acredito que se demora e outros lugares não deram certo, é porque algo muito melhor tá pra vim, tem que pensar positivo! hahaha
    Boa sorte e espero que algo lindo aparece pra vc!
    Beijos :*

  11. Oi Mari, estou encantada com o seu blog, vim retribuir a visita e fiquei muito feliz em encontrar esse cantinho incrível!
    Meu sonho é conhecer lugares históricos, e Alemanha esta na lista. Vou pesquisar mais nos seus posts sobre viagens. Virei sempre!
    Beijo grande e boa sorte na procura!

  12. Oi Mariana! Tudo bem?
    Acompanho seu blog há algum tempo e adoro seus textos leves e cheios de personalidade. Fico ainda mais encantada com as fotos e as cores que você captura. Poderia me falar qual câmera você usa e se usa algum editor de fotos? Estou pensando em fazer um curso de fotografia. Obrigada e sucesso em sua carreira!

    1. Oh, Lívia, que bom que gosta! Bom saber que tem gente que lê esses textos gigas. hahaha E obrigada pelos elogios… <3

      Sobre a câmera, uso uma Canon T2i velhinha, velhinha, que está sempre comigo em todos os perrengues. Para editar as fotos, costumava usar o Photoshop mesmo, mas tive que trocar de notebook recentemente e perdi o programa. Por enquanto, tô editando pelo app Vsco e enviando por e-mail... O problema é que as fotos perdem muito a qualidade, sabe? Se você adora fotografar, faça curso sim! Eu fiz um de fotografia digital no Senac e vale muito a pena! Agora estou me preparando para me aventurar no mundo analógico e fotopintura... Em breve, conto a saga aqui! haha

      1. Obrigada pela resposta!! Vou dar início a esse sonho de fotografar muitooo sim! :D Suas fotos já são uma referência pra mim. Conta a saga mesmo hein!! Super curiosa já! Quando puder conta sobre seu trabalho também, como ser nômade digital etc :)

  13. moça, primeira coisa: que blog bonito que você tem! acabei de conhecer mas tô perdendno um tempinho considerável achando tudo bonito de morrer por aqui. parabéns :) e olha, vou te contar que alugar um apto em SP também não anda a coisa mais fácil do mundo, então olha pro lado positivo: BERLIN! haha! boa sorte aí, e continue postando coisas lindas pra gente olhar :)

  14. Caramba Mari, que saga!
    Mas olha tenho certeza que vai encontrar um apê maravis aí em Berlim. Não deve ser nada fácil ficar horas e mais horas procurando um lugar pra ficar. Achei meio curioso esse lance de não ter mais airbnb na cidade.
    Enquanto isso, aproveite demais esse lugar que é lindo e parece ter uma vibe muito boa.

    ps: O layout do blog tá uma graça! To sumida daqui então só reparei agora. Peço perdão pelo vacilo hahaha.

    Beijos <3

    1. Obrigada pela resposta!! Vou dar início a esse sonho de fotografar muitooo sim! :D Suas fotos já são uma referência pra mim. Conta a saga mesmo hein!! Super curiosa já! Quando puder conta sobre seu trabalho também, como ser nômade digital etc :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.